NOS Alive 2017 | Before & Now

Após o NOS Primavera Sound se ter cumprido mais uma vez no Parque da Cidade do Porto, a época festivaleira no Side Stage está dada oficialmente como aberta.

Próxima paragem? NOS Alive.  Já passamos por tantas aventuras no Passeio Marítimo de Algés e sabemos que este ano não vai ser diferente. Vê aqui o Before & Now da “vida” do Side Stage no NOS Alive.

Durante os dias 6, 7 e 8 de Julho o Passeio Marítimo de Algés vai alojar, mais uma vez, um dos festivais mais importantes do nosso país. Já vimos mupis espalhados por todo o país (não só em Portugal, o metro de Londres estava bem bonito com o cartaz do festival).
Como todos sabem, o Side Stage Collective nasceu no NOS Alive em 2013 e desde aí nunca fomos ( e não conseguimos ser) indiferentes a qualquer edição.

Before

Onde tudo começou , a descoberta de novos festivaleiros e a nossa experiência

....

Os concertos mais memoráveis

Side stage com os Jagwar Ma, um coreto selvagem com o Raury e o desgate de energias ao som de The Prodigy

28429157846_7c8e3a09d3_z
19734685891_c75b2535ab_z
19077719494_e8642c2092_b

 

 

As entrevistas mais divertidas

....

 

Now

As estreias em Portugal

..

Blossoms & Benjamin Booker

  • Um projecto que começou com cinco amigos de secundário numa garagem de família, e acabou por se tornar líder dos tops nacionais do Reino Unido com o seu álbum de estreia, Blossoms.
    A banda da cidade de Manchester vai presentear-se em Portugal, pela primeira vez, no Palco Heineken no dia 6 de Julho e lá vamos estar a celebrar o amor pela música e claro… pela cidade.
  • Benjamin Booker, o cantor americano que, primeiramente se apresentou com um estilo mais rock , traz agora, também pela primeira vez, o seu último disco com uma sonoridade mais dentro dos blues e soul. Uma atuação que se irá certamente distinguir de todos os outras, não só pela voz rouca de Benjamin, mas pela maneira como o mesmo se entrega à prestação. Um concerto com data e lugar marcados dia 8 de Julho, também no Palco Heineken!

 

 

Os que não são estreia mas que não nos importamos nada

19509475860_8c7de2ee3a_o

Kodaline

Já em 2015, ainda no palco Heineken, deram um dos concertos mais lotados que alguma vez tive oportunidade de experienciar, e este ano, não será diferente. Agora no palco principal, os irlandeses irão fazer rir e chorar, tudo ao mesmo tempo, enquanto se dança ao som do seu novo álbum Coming Up For Air.

.

 

.

28745037963_70df98e93e_cCage the Elephant

Após o sucesso que foi o concerto no coliseu do Porto, a banda volta a Portugal e estreia-se no último dia do festival, no palco Heineken. Um concerto que, se o público permitir, terá muito movimento, animação e ainda alguns moshes.

 

.

19693358215_c068dc2a81_o

Alt-J

Parece que o NOS Alive já não é o NOS alive sem os Alt-J, não é verdade? Mais uma vez, após 2013 e 2015, se cumpre a tradição e teremos de volta os britânicos no Palco NOS, com o seu novo álbum Relaxer, com um toque mais folk, mas que porém ainda não conseguimos parar de ouvir.

 

A melhor novidade  deste ano

A maior novidade de todas é, sem sombra de duvidas, o cãopismo. Este ano o Alive decidiu que, para os festivaleiros tirarem o máximo partido do festival sem qualquer tipo de stress, os seus companheiros deveriam ter um sítio para ficar enquanto os donos se divertem. O acãopamento será gratuito, porém com inscrições limitadas. A melhor parte? Irá haver um espaço dentro do recinto dedicado à monitorização dos patudos, onde os donos vão poder verificar se está tudo bem com os seus amigos.

 

 

texto: Francisca Maria & Raquel Candeias