800 Gondomar | M¥SS KETA | Vaiapraia e as Rainhas do Baile

Se tivéssemos que escolher uma palavra para este dia seria nostalgia.

Depois de tantos concertos e noites passadas num local que pode ser considerado uma das nossas segundas casas, vimos uma das nossas bandas favoritas a “sair do armário” com um possível novo “clássico” do rock português, revisitamos 1755 e descobrimos a Miss Keta.

Vamos começar por revelar que desde dia 7 de Janeiro de 2017 que nunca paramos de ouvir Vaiapraia e as Rainhas do Baile. O Rodrigo conseguiu criar verdadeiros hinos alternativos que entraram como uma brisa leve de verão mas que não conseguimos retirar da cabeça e que fazem aparições indesejadas nas ocasiões mais desnecessárias mas hinos são isso, músicas que cantamos em todo o lado em qualquer hora.

000004
000001
000050-3

O concerto de aberta desta noite foi isso, uma noite de hinos politicamente incorrectos, mas também tivemos surpresas. Coelinho, Perfeito, Rapaz#1 e Sinos e outras fizeram companhia a nova música deste trio, Míssil Real, que foi apresentada por Rodrigo num pograma do canal Q.

Embora aclamada e invocada infelizmente, pelo o que sabemos, a Madonna não respondeu à chamada. Fica para uma próxima.

Depois dos hinos politicamente incorretos do Vaiapraia e das Rainhas do Baile, chegou de Itália a Miss Keta e o seu gang. Sendo a carta fora do baralho por causa do seu hip hop, não deixou de se revelar uma surpresa bastante agradável.

000006-2
000039-2
000038

 

E agora sim, o grande momento da noite alguém pediu algo fresco e crú?

Não, não vamos servir-vos sushi estamos precisamente a falar do álbum de estreia dos 800 Gondomar.

Lembram-se da palavra que escolhemos para este dia ?
Pois bem, muitos mergulhos entre águas agitadas que nos conduzem ao rock de 800 Gondomar, já queríamos mais, e assim foi “Linhas de Baixo” está cá fora prontinho para ser escutado, e mais que uma vez, o trio de Rio Tinto não desilude e mostra que o rock português não é só feito dos clássicos Xutos & Pontapés e dos Peste e Sida.

000049
000050-2
000001-copy

Mesmo com um concerto mais centrado na apresentação das novas músicas, os gondomarenses ainda tocaram os seus hinos de guerra. O Cabeçudo terá sempre aquele espaço no coração de todos nós.

Linhas de Baixo já tem etiquetas como “melhor álbum do ano” ou “novo clássico do rock português” pouco depois de sair. Fred, Rui e Alô sempre mostraram que são barulhentos e que podem meter qualquer individuo surdo ou tornar o público mais introvertido num furacão de categoria 5 em poucos segundos , mas com este novo passo, também outras facetas que estavam escondidas do público geral vieram ao de cima.

O crescimento de 800 Gondomar tem sido notório e podemos a dizer com toda a certeza que ainda vamos ouvir muito falar destes meninos de Rio tinto.

000063
000050
000064

 

Texto: Gonçalo Morgado e Vítor Cavalheiro || Fotos: Vítor Cavalheiro