Jagwar Ma em Entrevista

Jagwar Ma em Entrevista

Normal interview with Jagwar Ma

Por alguma razão achamos que a entrevista aos Jagwar ma devia ser escrita de uma maneira diferente. Algo que pudesse resumir o que foram aqueles 20 minutos no camarim.

1-      Se tiverem internet em casa, que por vezes não é o nosso caso, não perguntem qual é a história por detrás do nome Jagwar Ma. Jono gentilmente contou-nos o que era a Internet e a magia por detrás dela. 2-      Jagwar Ma têm tocado em praticamente todo o lado! Vieram ao Paredes de Coura no ano passado e quando perguntamos o maior concerto que já deram, nem hesitaram: “Primavera Sound em Barcelona que por acaso foi na semana passada. Tocamos às 3 da manhã, por isso toda a gente estava refrescada. A nossa amiga Stella da banda Warpaint ainda subiu ao palco connosco" (tal como aconteceu mais tarde no NOS Primavera Sound).

3-       Quiseram saber mais da nossa cultura, especialmente da nossa língua. “Quero aprender ‘como se ferve água’?” Achamos estranho mas não esperamos muito tempo até lhe explicarmos todos os procedimentos… em português. Cinco segundos depois estava a Joana a ser expulsa da sala. 4-      Ficamos impressionadas por não terem sotaque australiano. A banda está a viver em Inglaterra mas isso não é razão para o perder. Gabriel- “Como é o teu (Joana) aniversário podes escolher uma bebida do frigorifico. Nós não bebemos álcool.”- Joana- “Australianos que não bebem?” Gabriel- “Sim, é verdade. Por isso é que não temos sotaque.”

5-      Horas antes tínhamos estado à conversa com Jim Eno da banda Spoon (entrevista para breve). Jim disse-nos o quanto gostava da banda (Jagwar Ma portanto) e que tinha trabalhado com eles há um tempo. Gabriel, Jono e Jack não podiam estar mais felizes por o terem conhecido. Além de ter um estúdio fantástico, utilizaram técnicas e tecnologia que nunca tinham ouvido falar. Saímos confusas da sala porque por alguma razão eles despediram-se com a frase “Sentimo-nos que nem uns cabides” \ For some reason, we thought that the Jagwar Ma’s interview should be written in a different way. Something that could summarize how were those 20 minutes with them at the green room.

1 - If you have internet at home, which sometimes it’s not our case, do not ask what's the story behind the name Jagwar  Ma. Jono kindly explained to us what “the Internet” is and the magic behind it.

2 – Jagwar Ma have played almost everywhere! They came to Paredes de Coura last year and when we asked what was their biggest gig ever,  they didn’t hesitate : "Primavera Sound in Barcelona! We played at 3 am, so everyone was refreshed. Our friend Stella of Warpaint even came to the stage to play with us." (Which also happened later in NOS Primavera Sound)

3 – They wanted to know more about our culture, especially our language. "I want to learn 'how to boil water'?" We found it a little bit strange but we explained all the procedures ... in Portuguese. Five seconds later, Joana was being kicked out of the room.

4 - We were impressed by their weird Australian accent. The band is living in England but that is no reason to lose it, right?Gabriel- "It's is your (Joana) birthday  so you can choose a drink from the fridge. We don't drink alcohol. "-Joana-"Australians that do not drink?"Gabriel-"Yes, it's true. That is why we have a thick accent. "Ok then

.5 - Some hours before, we had a chat with Jim Eno from the band Spoon (interview coming soon). Jim told us how much he likes their sound (Jagwar Ma's) and the opportunity he had to work with them. Gabriel, Jono and Jack shared the same opinion and it was a pleasure for them to spend some time with him. Besides the fact that Jim has a fantastic studio, Jagwar Ma used techniques and technology that they had never heard of.We left the room a little bit confused because for some reason they ended up our interview with the quote "We feel like we're hangers" 

Interview- Raquel Candeias and Joana Paiva  Photos- Raquel Candeias

NOS Alive // 10 de julho

NOS Alive // 10 de julho

Midlake em Entrevista

Midlake em Entrevista