Los Saguaros + Los Nastys @ Sabotage Club

Los Saguaros + Los Nastys @ Sabotage Club

Há dias em Lisboa em que é mesmo difícil decidir a que evento ir. Na 5ª feira dia 15 de Janeiro, foi mais uma dessas noites. A grande dúvida estava separada apenas por uma estrada (bem próxima da cor de rosa sabem?), mas nós já tínhamos saudades do Carlos do Sabotage e começamos a adquirir um gostinho especial pelo que os Killer Mathilda nos têm para mostrar. Noite psicadélica… mmmmm yes!

Já íamos com uma hora e pouco de avanço (não vou dizer atraso porque deu para o pessoal avançar com a bebida e aquecer!) quando os portugueses Los Saguaros subiram ao palco. Imaginem-se um deserto quente com o suor a escorrer-vos pela testa enquanto vêem uma miragem de um longboarder a surfar ondas dignas de ilustrações dos anos 50. Pronto, o Diogo e o Samuel (guitarra e bateria) chama-lhe Desert Rock’nRoll e nos rolamos com a onda porque nos apanhou com um poder enorme. Enquanto o Samuel atira o ritmo na bateria, o Diogo transforma-se num monstro de palco, calcorreando de um lado para o outros com as poses mais rock’n’roll de sempre (vejam as fotos a sério, é brutal… fantástico para fotografar). Ah e a música mais feliz deles chama-se Dead Wife, só para saberem.

Los Saguaros

[clica na imagem abaixo para mais fotos do concerto!]

Depois subiram ao palco os espanhóis Los Nastys, compostos por 5 elementos com muita energia demonstrada através de headbanging extremo. Depois do que os Los Saguaros nos mostraram, os Los Nastys soaram um pouco a claque de futebol com esteróides: caóticos, intensos, loud, mas tinham na fila da frente um fã nº1 que estava a curtir a vida como ninguém! O psicadelismo estava lá, tal como a velocidade que atacou o público que respondeu em forma de mini mosh (até houve assalto ao microfone para ajudar nos “grandes hits”).

Los Nastys

[clica na imagem abaixo para mais fotos do concerto!]

Mesmo com chuva, frio, vento e um desejo enorme de sermos teletrasportados para casa sem sequer cheirar os transportes públicos, os Killer Mathilda conseguem outra vez satisfazer os nossos desejos de requinte psicadélico.

texto e fotos de: Ana Viotti

Conhecem o WANTD?

Conhecem o WANTD?

From Lisbon to Leeds with… Mac DeMarco

From Lisbon to Leeds with… Mac DeMarco