Vodafone Paredes de Coura'15- Music Sessions

Vodafone Paredes de Coura'15- Music Sessions

4 dias cheios de boa música e music sessions que nos dão enormes saudades. Esta edição deu-nos a oportunidade de ver Toulouse, Steve Gunn, Waxahatchee e Woods numa sessão especial e conhecer a terra que nos acolheu tão bem nessa semana. Obrigada Vodafone Paredes de Coura, não só fazem a diferença na vossa relação com o público mas também dão uma experiência diferente e única a estes artistas que vão conhecer - de uma forma tão memorável-  o sitio onde vão actuar e o público para quem vão tocar. Até para o ano.

Toulouse

Dia 1: Toulouse - Igreja da Nossa Senhora da Lapa Era o primeiro dia do Vodafone Paredes de Coura e estávamos nós a combater a vontade de fazer uma sesta depois do almoço no Coura Bar – somos um bocado alentejanas- quando fomos informadas que os autocarros estavam à nossa espera para seguirmos até à primeira Music Session. Nem tivemos tempo de mandar nomes ou localizações para o ar. Os rapazes da banda Toulouse já estavam à nossa espera na Igreja da Nossa Senhora da Lapa. Não tocaram no festival mas fizeram a festa na vila enquanto mostraram que o talento está muitas vezes onde menos se espera... no nosso país. Esperem mais uns aninhos e os Toulouse vão andar na estrada sem parar.

Steve Gunn

Dia 2: Steve Gunn- Museu Regional de Paredes de Coura “Estive a estudar o cartaz e algo me diz que hoje é o Steve Gunn” dizia-me a Ana quando eu lá no fundo pensava que o Father John Misty nos ia fazer uma surpresa. Não a fez mas eu depressa me esqueci quando cheguei ao Museu Regional de Paredes de Coura e lá estava o Steve sentado à espera do momento certo para começar. Não é nenhum amador... fez parte dos The Violators – banda de apoio ao Kurt Ville - por isso experiência é coisa que tem para dar e vender. O público lutou pelo seu lugar à sombra e foi embalado com a guitarradas tão suaves e íntimas, o exemplo perfeito de como as coisas mais simples nos podem fazer tão felizes.

Waxahatchee

Dia 3: Waxahatchee - Alto do Crasto, Cristelo “Hoje deve ser a Waxahatchee a dar-nos boa música...” e não é que a Ana acertou outra vez. Este foi o dia mais quente e o mais “radical”. Mal chegamos ao autocarro, a organização informou-nos que tínhamos uma longa subida à nossa espera mas sabemos que não nos ia desiludir. Katie Crutchfield estava no Alto do Crasto, Cristelo pronta para a sua Music Session. A vista era fantástica e conjugada com a humildade e talento de Katie não podia ter resultado melhor. Mesmo com o sino a pregar uma partida, deu-nos a oportunidade de ver Waxahatchee numa versão mais descontraída enquanto percebíamos que tínhamos 1001 razões para NÃO faltar a seu concerto mais à noitinha.

Woods

Dia 4: Woods - Bombeiros Voluntários de Paredes de Coura Desta vez, a Ana não adivinhou nem a banda nem o sítio. No último dia do Vodafone Paredes de Coura já estávamos todos com tantas saudades que o céu começou a chorar cedo e a organização lá teve de arranjar um plano B. Foi-nos dito que a banda gostou tanto do sitio que até decidiu ir buscar mais instrumentos. Minutos depois estávamos prontos para seguir viagem e o destino foi o quartel dos Bombeiros Voluntários de Paredes de Coura. Woods entraram “em palco” (com umas carrinhas fantásticas dos bombeiros como cenário) e aqueceram o público – sem causar qualquer tipo de fogo- que não queria que este festival acabasse e ou aqueles momentos únicos com os artistas favoritos fossem esquecidos.   Mais uma vez… Obrigada Vodafone Paredes de Coura.

Side Stage goes to...PUKKELPOP

Backstage with… Hinds

Backstage with… Hinds