Reverence Valada'16: Dia 1

Reverence Valada'16: Dia 1

O Side Stage ainda não perdeu nenhuma edição do Reverence e este ano, para comemorar a terceira edição do festival, decidimos convidar dois dos nossos melhores amigos para virem viver esta aventura connosco. Já que o Side Stage agora é internacional queríamos saber o que o Ash e o Seb, os especialistas em música e festivais de Inglaterra (e do mundo), achavam do nosso Reverence Valada.  

dia 1: 8 de Setembro

Este era o nosso primeiro dia na Valada. Montamos o nosso castelo, descobrimos rulotes e ainda vimos algumas das nossas bandas favoritas.

11h05-  Trânsito, Trânsito, Trânsito. A tour manager Ana foi até Santos buscar o Seb e o Ash.

11h39- Shopping time... no Pingo Doce. Areias e couscous tinham de nos acompanhar nesta viagem.

analog_revfest-1.jpg

12h45- Comboio: Santa Apolónia com destino a Tomar, acho que tínhamos umas 7 malas/sacos e a Raquel ainda nem tinha chegado com a tralha dela.

13h01- Raquel junta-se finalmente ao grupo (mais duas mochilas. parecia que íamos viver para a Valada, credo).

13h33- chegada a Reguengos onde tínhamos à nossa espera o fantástico Tio João Maria com o seu tour bus (só que não. Jogar Tetris quando eramos pequenos ajudou bastante neste desafio de vida: malas + 5 pessoas vs Mercedes Benz com cadeiras de praia na mala).

14h20- Montagem do nosso castelo. O Ash está completamente maravilhado com a ausência de lama.

reverenceGANG-16.jpg
reverenceGANG-17.jpg

15h30- Primeiro almoço na Valada e Visita ao River Park, também conhecido como Valadaíso.

17h00- Levantamento de pulseiras e reconhecimento do território (sim, este ano trocaram-nos as voltas, tivemos que ir ver onde estavam as coisas.)      

14407929_1871014746453809_557119582_o-1024x768.jpg

18h18- Demos aos Sun Mammuth a responsabilidade de serem a nossa primeira banda do festival. Eles aceitaram este cargo e nós não nos queixamos, porque, quem é que se queixa de um bom rock stoner psicadélico, ainda por cima vindo do porto? Ninguém, obviamente!

sun-mammuth.jpg

19h40- A Ana teve a oportunidade de usar e abusar do seu cristal em Flavor Crystals enquanto víamos o nosso amigo de longa data Lee a rockar com o seu amigo na primeira fila (se vocês não sabem quem é o Lee, nós explicamos mais para a frente).

analog_revfest_edit-4flavourcrystals.jpg

21h27-  Descoberta da existência da fantástica tasca do campismo. Acabamos por só comer salgadinhos basicamente...

reverence-gang2-1-1024x687.jpg

22H01- Blaak Heat, um reencontro inesperado com o Tom, ex-guitarrista da banda Spindrift que tocaram na primeira edição do Reverence Valada em 2014. Digamos que o regresso foi triunfante.

blaakheat.jpg

22h50- JC Satan , estes franceses de Bordéus não nos são nada desconhecidos. Foram a banda de abertura do Ty Segall no Lux mas foi no Reverence que subiram a um palco à sua altura e sim, foi visceral... Já tínhamos saudades.  

JC-Satan.jpg

00h00 Riding Pânico - Clássico tuga imperdível. Com disco novo a sair, foi o timing perfeito para ver os meninos todos juntos. Prémio para músicos mais arrumadinhos em palco, o que não significa que o concerto não tenha sido uma destruição total, porque foi. Digo isto com todo o amor possível.

01h10- encerramos a noite com os nossos adorados Thee Oh Sees. A vê-los ao vivo pela segunda vez deste ano (foi aqui a primeira), mas agora num ambiente mais acertado e aconchegado. Sim, o John Dwyer é rei, sim a Ana largou as câmaras e foi para o mosh... Dá para perceber que foi incrível e que não queríamos ir para a tenda?    

thee-oh-sees2

thee-oh-sees2

Thee-Oh-Sees3.jpg

fotos: Ana Viotti, Ashley Christopher & Raquel Candeias

Reverence Valada'16: Dia 2

Reverence Valada'16: Dia 2

Vodafone Paredes de Coura’16: Os segredos do dia 4

Vodafone Paredes de Coura’16: Os segredos do dia 4